quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Tablets e Smartphones elegeram Obama

O mundo aprendeu, 4 anos atrás, que uma estratégia bem montada e eficiente nas redes sociais podia ser definitivo nas campanhas eleitorais. Foi através delas que Barak Obama conseguiu o diferencial de eleitores e votos para chegar à Casa Branca. Depois disso uma multidão de especialistas mergulhou nas táticas e estratégias e disseminou planetariamente as técnicas que fizeram das mídias sociais um diferencial para a antiga política e forma de arrecadar votos. Pois na re-eleição que Obama acaba de conquistar, por uma vantagem razoavelmente apertada, o diferencial ficou por conta do uso correto e inteligente de tablets, smartphones e seus usuários, como rede de apoio.


Estatísticas divulgadas após a contagem dos votos dão conta de que 60% dos eleitores norte-americanos com idades entre 18 e 29 anos votaram pela manutenção do presidente democráta no Salão Oval. Casualmente situa-se nesta faixa etária o principal grupo de usuários dos novos e convergentes equipamentos de internet móvel. Quer saber como?

A mais simples foi a contratação do suporte Payvia nos últimos 3 meses de campanha para facilitar a arrecadação de donativos via SMS, com valores acrescentados às contas telefônicas dos doadores. O sistema é tão simples e eficiente que também foi utilizado pela campanha do adversário Mitt Romney. O diferencial, segundo Darcy Wedd, presidente do Payvia, que Obama construiu uma rede social muito forte nos 4 anos anteriores, possibilitando que jovens tuiteiros fizessem doações de 10 Dólares em massa. Como se não bastasse, na reta final disponibilizou um "app" para smartphones e tablets onde a doação era "facilitada" com o simples download gratuito e 1 clique no botão "doação", cujo valor era definido pelo próprio simpatizante e valor descontado da conta autorizada.

A estratégia mercadológica principal foi a divulgação de imagens com celebridades e desportistas famosos fazendo suas doações com seus aparelhos móveis. Colou tanto que dos mais de 1 Bilhão de Dólares arrecadados pela campanha de Obama, a capilarização desta rede atingiu os 10 milhões de doadores individuais. E ainda tem gente capaz de falar em campanha eleitoral custeada por fundos públicos. Basta usar a inteligência e parar de falar bobagens, olhar pra frente e vencer o passado.